Tags

, , , , , ,

Oii pessoal,

Esse post vou falar sobre o que alguns ja devem ter visto por ai nas redes sociais, mas preciso mostrar a minha indignacao.

Abercrombie & Fitch

Para quem nao sabe, a tal famosinha marca que ja virou modinha, Abercrombie & Fitch (tem ate umas piadas de que suas roupas sao os novos uniformes escolares, de tao comum que ficou), deu um pronunciamento um tanto polemico e permita-me dizer, preconceituoso. Segundo o CEO da marca, eles nao fabricam roupas nos tamanhos G, GG. O motivo? ELE NAO GOSTA DE PESSOAS ACIMA DO PESO.

Segundo ele, pessoas gordas nao fazem parte do seu publico alvo, e sim pessoas populares, magras e em forma, bonitas, exclusivas, alienadas, descoladas e com estilo proprio. O que da pra entender nisso? Pessoas gordas nao passam de um simples ”nada”, e que por isso nao tem direito de consumir nada da marca. Sera que esse eh um bom jeito de dirigir seus negocios? Na minha opiniao: NAO, NAO EH. Essas pessoas, esse seu publico alvo que ele descreve nao querem bem saber desse tipo de marca, eles pensam mais alto. Exclusividade? Quando pensamos nessa marca sera que vemos algo exclusivo? Exclusivo para mim seria as poderosas: Louis Vuitton, Chanel, Gucci, Hermes, Valentino, Dior, etc…essas sim podemos considerar grifes para um publico exclusivo, e nao uma marca que voce ve ate pessoas no colegio usando ”como se fosse uniformes”. Quantas pessoas vao de Valentino para a escola? Se voce achar duas eh muito! Isso sim eu diria ser exclusividade. Mas essa exclusividade das grandes grifes nao sao nem um pouco preconceituosas, nao excluem nenhum tipo de pessoa por sua aparencia fisica, apesar de serem para uma classe AAA, nao importa se voce eh gordo, alto, magro, baixo, voce nao sofre com nenhum tipo de discriminacao. Uma prova? eu sou um pouco acima do peso, e na epoca da minha formatura a primeira loja que fui foi no Carlos Miele, acho os vestidos incriveis…a vendedora na maior simpatia desceu todos os vestidos possiveis, com paciencia e compreensao, e ainda falou que se eu quizesse poderia encomendar um do meu tamanho, mas que levaria um tempo. Isso eh exclusividade tambem, ser tratado com respeito. Popularidade? Sim, jovens pops do colegial sempre usam, mas nao so eles, como a ESCOLA INTEIRA! E desculpa, mas a intencao desse CEO eh tornar a marca para estudantes dos colegiais? Que tal fazer parceria com as escolas e ver se eles aceitam que voces fabriquem os uniformes?

Sinto muito para quem curte a marca, mas tive que deixar a minha opiniao aqui. Pois moda nao eh isso, moda nao eh julgar o outro, moda nao eh discriminar o outro. Entao o que dizer desse CEO? Pena, somente pena que sinto por voce e pelo que essa marca esta se tornando.

”Jeffries não gosta de pessoas gordas e não quer que elas arruínem sua marca” – Voce esta arruinando ela sozinho!

Anúncios